“Você é o responsável!” – uma carta da prisão

Recebi hoje esta carta da Miriam, pedagoga do SEAP, lotada no Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto – CPFEP. Eu colaboro com a biblioteca desde 2013. Depois, com a criação do projeto “Rodas de Leitura”, do Servas, a coisa ficou mais sistematizada. Depois de chorar um bocado, decidi publicar para que cada vez mais e mais pessoas se sensibilizem com a causa da leitura para os apenados. Da minha parte, só agradecer, sempre, agradecer. Estou aprendendo, ainda, a ajudar. Muito há que se fazer. A.

“Você é o Responsável”

(Miriam Célia dos Santos)

Em 2013, sem qualquer experiência prática como pedagoga, enveredei-me no universo prisional. Um dia, nesse mesmo ano, recebi uma ligação de um “tal” Afonso Borges, um cara empolgado com a prática da leitura, queria ajudar de toda forma, falava sobre biblioteca na prisão, projetos de leitura… eu desconfiada, presa na cultura tecnológica da minha geração e amedrontada com o fantasma burocrático do estado, recebia suas ligações com cautela. Quando as primeiras doações começaram a chegar, embaladas nas caixas do projeto Sempre um Papo, chamei a bibliotecária, que me falou de seus sonhos de revitalização e ampliação da biblioteca. Na mesma semana, as internas iniciaram os empréstimos dos novos livros e logo recebi os primeiros retornos sobre o quanto a busca por ocupação do tempo em leitura de livros estava proporcionando a elas alguma transformação. Atinei-me que acabara de redescobrir um instrumento “novo” para minha missão, uma forma possível para desenvolver um trabalho de alcance no ambiente prisional. O “tal” Afonso acompanhava tudo, e continuava colaborando com doações de livros e ideias novas. A direção da unidade prisional percebeu o movimento positivamente e cedeu um novo espaço para a instalação da biblioteca, maior e mais arejado. Afonso disse um dia ao telefone: “livro precisa respirar, vamos iluminar. Eu ajudo”. E, assim, ajudou em tudo e a nova biblioteca ficou pronta. Nesse ponto, a paixão já tinha tomado conta de mim e, simultaneamente, iniciou-se a construção do nosso primeiro projeto exclusivamente pautado na leitura, o Interinstitucional Remição de Pena pela Leitura, pioneiro na comarca da capital mineira.

Em 2016 chegou outra personagem, a pedagoga, Priscilla, com vasta experiência no sistema prisional. Surpreendentemente era uma profissional diferente, calejada, mas, entusiasmada, manifestou seu sonho de trabalhar com projetos de leitura; e com esse novo ânimo, nós ampliamos a divulgação dos trabalhos e implementamos, emSetembro do mesmo ano, o Projeto de Remição de Pena pela Leitura. Buscamos sensibilizar os principais envolvidos do âmbito penitenciário, ou seja, participantes do projeto, as agentes penitenciárias, corpo diretivo, demais técnicos e, também, mobilizamos outros parceiros da sociedade civil.

Afonso abriu caminhos, outras pessoas que o ouviram falar sobre os benefícios da leitura no cárcere começaram a nos procurar para realizar mais doações e apoiar as atividades realizadas. Um dia o calo apertou, faltava exemplares para um dos projetos, a população carcerária crescia e a necessidade de atender novos setores também, havia pessoas ociosas. Recorri ao Afonso e ele, prontamente, me atendeu. Ele, que não é egoísta e já tinha ampliado seu sonho como principal incentivador do projeto “Rodas de Leitura”, me disse que essa era mais uma oportunidade de unir iniciativas e, hoje, são vários projetos: Institucional, Servas, Ler para Viajar, Carrinho Itinerante, Primeiras Poesias, Estudos Independentes e Apadrinhamento Literário. Atualmente são feitos aproximadamente 600 empréstimos de livros ao mês.

Consideramos que seguimos uma trajetória de sucesso, no entanto, ainda há muito a ser trilhado. E temos a certeza de que todos os nossos planos e sonhos, que se tornaram tão exitosos, não seriam possíveis sem as mãos que foram estendidas, principalmente pelo Afonso. Temos ainda muitos projetos e iniciativas para implementar; temos a certeza de um futuro promissor, pois construímos tudo com alicerce sólido, com a credibilidade que pudemos agregar às nossas ações, e sobretudo, com a certeza de contar com esse parceiro, que se tornou nosso porto seguro.

Obrigada, Afonso.

Observação: Imagem autorizada pelas participantes por meio assinatura de termo de uso de imagem para mídias, texto aprovado pela Ascom / SEAP.

Miriam Célia dos Santos

Analista Executivo de Defesa Social / Pedagoga

Secretaria de Estado de Administração Prisional – SEAP

Núcleo de Ensino e Profissionalização

Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto – CPFEP 

 

 

 

Blog ML

MondoLivro Visualizar tudo →

Literatura em Todos os Sentidos, por Afonso Borges

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: