Quanto vale a guitarra do Mick Jagger?

O Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão está fazendo sua parte: reuniu-se com o diretor-presidente da ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil, José Ricardo Botelho. Aqui, a notícia: http://bit.ly/2H9c6Ex – O fato é o seguinte: não vai ser fácil vencer esta batalha.

RESUMO: A GRANDE AFRONTA é que as concessionárias de aeroportos GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo RIOgaleão – Aeroporto Internacional Tom Jobim e Aeroporto Internacional de Viracopos estão cobrando, pela liberação de obras de arte, um percentual PELO SEU VALOR DE MERCADO – e não pelo peso, como acontece em todos os aeroportos do mundo. Isso se deve a uma interpretação inescrupulosa e anti-ética da portaria nº 109, de 7 de julho de 2017, da ANAC. Portanto, a única solução para este impasse é mudar duas palavras no texto, tirando “cívico-cultural” para cultura e arte, deixando claro o conceito. Foi com base neste texto dúbio que as concessionárias começaram a cobrar a “taxa do Gérson”.

Mas se vocês acham que não poderia piorar, pode, sim. Vejam… a assessoria de imprensa do GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo me enviou uma carta, da qual separei um trecho:

(…) “ressalta, ainda, que o evento SP Arte, além de não atender às características acima, movimenta milhares de reais em vendas.”

NÃO É VERDADE. A SP-Arte não vende uma tela sequer. As Galerias ali instaladas, sim. Ou seja, além de equivocados e mal intencionados, o GRU decidiu, por interpretação própria da norma da ANAC, QUE EVENTOS DE NATUREZA CULTURAL NÃO PODEM TER LUCRO DE NENHUMA ESPÉCIE. E Isso não existe em nenhum aeroporto do mundo. É a clássica e eterna “lei do Gérson”.

Vamos seguir o raciocínio deles: será que terão coragem de barrar os equipamentos do show do Rolling Stones, utilizando o mesmo argumento? Quanto deve valer a guitarra de Mick Jagger? Ou o violino de uma famosa concertista japonesa? Ou o cenário de um espetáculo teatral? Vocês estão entendendo a gravidade desta espécie de extorsão?? Vamos além: se o Museu do Louvre emprestar obras de Michelangelo para o MASP fazer uma exposição, quanto deve custar a entrada deles no País?

Minhas sugestão é a seguinte: vamos atolar a caixa de reclamações da ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil:

Para sugestões, elogios ou manifestações sobre a prestação de serviços da ANAC ou contra agentes públicos, o usuário pode acionar a Ouvidoria da Agência. Para o registro direto, selecione a opção 7 no link:

https://stella.tellussa.com.br/portalAnac/

Aqui, a matéria em “O Globo”:

Mondolivro

MondoLivro Visualizar tudo →

Literatura em Todos os Sentidos, por Afonso Borges

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: