Saldanha, centenário, e seus casos em BH

João Saldanha foi um dos primeiros convidados do Sempre Um Papo. Lotou o “Cabaré Mineiro”, em 1987, para lançar o seu “Meus Amigos”. Até falecer, em 1990, esteve várias vezes em BH. Das muitas boas histórias que este bom amigo me deixou, a mais divertida foi quando o jornalista Carlos Herculano decidiu fazer um almoço para ele. Uma galinhada. Era um domingo, e fomos comprar a galinha no Mercado Central. Mas eu tinha esquecido: era João Saldanha. Parado na porta do Mercado, esperando o Carlinhos comprar as galinhas, em presenciei o amor que o público tinha por ele. Era um amor natural, ele era uma presença em suas vidas quase diária, na tevê, com aquele bordão: “meus amigos”… Depois, fomos almoçar. Nos divertimos, ele contou muitas histórias, a maioria mentira, como sempre. O Carlinhos fotografou tudo. Dias depois, me manda uma foto, com o João mordendo uma coxinha de galinha. E com a seguinte legenda: quem disse que comunista não come criancinha? E tem a história do Tostão… entre outras. Ouçam Afonso Borges na Rádio BandNews Belo Horizonte, teclando AQUI.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s