A “Literatura de Hotel” e o incentivo à leitura

Há cerca de 15 anos, hospedo todos os convidados e convidadas do Sempre Um Papo no Mercure Belo Horizonte Lourdes. Por conhecerem a cortesia, profissionalismo e qualidade do Hotel, os escritores nem perguntam mais onde vão ficar. Sabem que é no Mercure e ali serão bem tratados. Ali se hospedaram José Saramago, Leonardo Boff, Frei Betto, Lya Luft, Nelson Motta, Ruy Castro, Heloisa Seixas e tantos outros.
É por vocação, o hotel mais literário de Belo Horizonte.

Surgiu então a ideia, ao lado do gestor Rodrigo Mangerotti, de fazer um andar literário, com livros nos corredores e bibliotecas nos quartos, tudo à disposição dos hóspedes. Vamos elaborar com cuidado o projeto e para marcar o seu início, vamos fazer a exposição “Quartos de Escrita – Retratos de Escritores nos Hotéis”, de Daniel Mordzinski. São cerca de 70 fotografias com alguns dos mais importantes escritores do mundo e do Brasil.

Nasce, assim, em Belo Horizonte, mais um grande projeto de incentivo à leitura, o “Literatura de Hotel”. E Frei Betto foi o primeiro a doar um exemplar do seu livro “O Budista e o Cristão: um diálogo Pertinente”. Na foto, uma inspiração: o “The Literary Man”, de Óbidos, em Portugal. Uma biblioteca no meio de um hotel. Em breve, mais notícias. Afonso Borges

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s