Leiam os autores dos países bloqueados pelos EUA

Aqui, o ponteiro para a coluna em “O Globo”. Abaixo, o texto.

Uma nódoa de mágoa roxa, de sangue pisado, mancha a camisa dos brasileiros. Das etnias que Donald Trump bloqueou a entrada nos EUA, os sírios, primos-irmãos dos libaneses, são parte deste sangue seco. Os outros seis países, por enquanto, são Irã, Iraque, Líbia, Somália, Sudão e Iêmen. Por enquanto. Virão ainda o Egito, Paquistão e Emirados Árabes. O Brasil é terra hospitaleira. Temos parentesco com os mais de 60 povos que para cá vieram compartilhar suas vidas. Basta lembrar que os nossos dois mais recentes presidentes são prova disso: Dilma Roussef é filha de búlgaros e Michel Temer de libaneses. Da banda da literatura, minha homenagem é a mais simples: listo aqui autores destes países publicados no Brasil e outros que, por sugestão da querida agente literária Lúcia Riff, deveriam ser. Faço assim como o MoMA, que trocou quadro de Picasso e Matisse por obras de artistas como a iraniana Zaha Hadid e o pintor sudanês Ibrahim el-Salahi, além de uma escultura da iraniana Sah Armajani, no salão de entrada.

De todos, sinto que o livro do diplomata Omar Saif Ghobash, “Cartas a um Jovem Muçulmano”, merece ser publicado no Brasil urgentemente. Na forma epistolar, um pai reflete sobre a atual crise global sobre a postura de um jovem, hoje, frente à pergunta mais difícil desta geração: O que significa ser um bom muçulmano? Afinal, jovens muçulmanos de hoje serão os líderes de amanhã, e no entanto, muitos são vulneráveis a propaganda extremista que parece onipresente em nossa era tecnológica.

Consta no prefácio do livro: “tomando um olhar duro nestas perguntas aparentemente simples, Ghobash incentiva seu filho para enfrentar questões que outros insistem não são relevantes, não se aplica, ou podem até ser a islamofobia. Estas letras servem como uma inspiração olhos claros para a próxima geração de muçulmanos para entender como ser fiel à sua religião e ainda navegar pelas complexidades do mundo de hoje. Eles também revelam um vislumbre íntimo em um mundo que muitos não estão familiarizados com e oferecem para fornecer uma compreensão da face lutas diárias de muçulmanos ao redor do globo”.

Aqui, a lista. E abaixo, um glossário, para os que desejam saber mais sobre os autore e livros.

Irã

Parinoush Saniee – “O Livro do Destino” – Socióloga e psicóloga, seu livro fala sobre a situação da mulher no irã, através das décadas.

Reza Aslan – “Zelota – A Vida e a Época de Jesus de Nazaré” – Especialista em religião, mergulha na Palestina do Século I para reviver o Jesus histórico

Azar Nafisi – “Lendo Lolita em Teerã” e “O que eu não Contei” – Escritora, professora. Seu primeiro livro fala de 8 mulheres que se encontravam, às escondidas, em Teerã para ler livros proibidos pelo regime do aiatolá Khomein.

Shirin Ebadi – “Until We Are Free: My Fight for Human Rights in Iran” – Advogada iraniana vencedora do Nobel da Paz em 2003.

Maz Jobrani – “I’m not a Terrorist, but I’ve played onde on TV: Memoirs of a Middle Eastern Funny Man” (título ótimo, que resume o livro: Eu não sou uma terrorista, mas eu joguei um na TV: memórias de um homem engraçado no Oriente Médio)

Iraque:

Lewis Alsamari – “Fuga do Iraque – A História Espetacular de um Homem que Escapou do Caos” – Ator Iraquiano, residente em Londres e fez papel de terrorista no filme UNITED 93. O título diz tudo.

Síria:

Nujeen Mustafa – “A Incrível Jornada de Uma Garota que Fugiu da Guerra na Síria em Uma Cadeira de Rodas” – Refugiada, atualmente mora na Alemanha. Sairá pela Universo dos Livros, está no prelo.

Jennifer Zeynab MaccaniO Mapa das Coisas Quebradas e Esperançosas” – Ainda não publicada no Brasil, é uma autora sírio-americana. Seu livro fala de uma menina síria que foge com sua família em sete países do Oriente Médio e norte da África em uma busca desesperada de segurança.

Paquistão:

Mona Siddiqui – “50 Islam Ideias you Really Need to Know” – Professora de estudos islâmicos na Inglaterra.

Shahab Ahmed – “What is Islam? The Importance of Being Islamic” – Professor de estudos Islâmicos em Harvard falecido em 2015.

Emirados Árabes:

Omar Saif Ghobash – “Letters to a Young Muslim” – Diplomata na Rússia.

Egito:

Zak Ebrahim – “O Filho do Terrorista – A História de uma Escolha” (Alaúde/Ted Books)  O autor nasceu nos EUA, mas seu pai Egípcio foi um dos responsáveis pelo primeiro ataque a bomba no WTC.

Parinoush Saniee – http://glo.bo/2ksjuwl

Reza Aslan – http://amzn.to/2kshdRJ

Azar Nafisi – http://bit.ly/2kse7xj

Shirin Ebadi  – http://amzn.to/2ksd00u

Maz Jobrani  – http://amzn.to/2ksrCgd

Lewis Alsamari  – http://bit.ly/2ksjfkQ

Nujeen Mustafa – http://amzn.to/2ksgik7

Jennifer Zeynab Maccan – http://bit.ly/2k9fEfl

Mona Siddiqui – http://amzn.to/2ktDP4x

Shahab Ahmed – http://amzn.to/2ktEnHz

Omar Saif Ghobash – http://bit.ly/2ktD8bk

Zak Ebrahim – http://amzn.to/2ktSfBq

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s